• Marcela Lahaud e Rafaella Telles

COMO VIAJAR SEM TER DOR DE CABEÇA (?) COM OS DENTES


Cuidado com os dentes é uma coisa que a gente deixa de lado ATÉ QUE ELE COMECE A DOR E FERRAR COM A SUA VIDA NÉ MESMO?

E imagina O QUÃO PIOR isso não é quando acontece DURANTE UMA VIAGEM? 😱

Poizé.. por isso vim com aquele vídeo que é, tipo, UTILIDADE PÚBLICA junto com a minha amiga LINDAMAISQUEEXPERTDOSDENTESTUDU, a Rafa Telles, para te dar dicas de como fazer evitar e lidar com os piores e principais problemas do sorriso!

1) Quais os principais tipos de problemas dentais que podem

acontecer durante uma viagem em relação a boca?

Quando viajamos o risco de acontecer algum problema de saúde bucal é relativamente grande, pois é quando menos iremos nos preocupar. Os problemas dentais mais comuns são: cárie, inflamação na gengiva, halitose, dor no "siso" e quebrar um dente.

Se você já tem cárie em boca, mesmo que pequena, e vai viajar para um lugar onde você vai experimentar diversos tipos de doces diferentes, é bem provável que aquela cárie aumente e você sinta um pequeno desconforto ou dor.

A inflamação da gengiva acontece em todos os casos por má higiene dental, onde irão acumular resíduos alimentares e formará o famoso "tártaro dental". A halitose, que é o mau hálito, por sua vez, pode ser uma consequência da inflamação na gengiva e má higiene dental, assim como também por nervosismo e necessidade de muita comunicação, que levará a boca seca. O mau hálito não é uma doença, mas sim um sinal de quem tem algo em desequilíbrio no organismo.

Muito comum de acontecer, é no meio de uma viagem o seu "siso" (que não doeu a vida toda) começar a doer. Isso acontece porque ali é uma região de difícil higiene e nicho de acúmulo de resíduos alimentares, podendo levar ao crescimento da gengiva por cima do dente, inflamação e secreção purulenta.

E por fim a temida "quebra de um dente" que pode acontecer em qualquer viagem devido a trauma, queda ou situações adversas.

2) No caso de cada um desses problemas, o que a pessoa pode fazer

para amenizar os sintomas durante a viagem?

O ideal é que antes de viajar você faça um Check up Dental no seu dentista, assim você viajará mais seguro quanto a isso. Caso isso não aconteça (até porque Lei de Murphy está por aí mesmo assim!) aqui vão algumas dicas:

Em caso de dor de dente por conta de cárie, evite ficar comendo muito doce (principalmente no local da dor) e escove bem, muito bem, caso não consiga fugir desses alimentos. O flúor que existe nas pastas dentais vai ajudar a estabilizar o problema até que você consiga repará-lo.

A inflamação da gengiva pode causar um certo desconforto, então a utilização do fio dental e ÓTIMA higiene bucal, mesmo havendo sangramento, deve existir. Só assim o problema poderá ser amenizado. Você também pode tomar algum analgésico em caso de dor aguda, e correr para o Dentista assim que voltar ao Brasil.

Sobre a halitose: chicletes só irão mascarar o problema, então insista na boa escovação; porém mastigar pelo menos 20 min por dia um chiclete SEM AÇÚCAR, irá ajudar a estimular a secreção salivar, e consequentemente ajudará na diminuição da boca seca e mau hálito. Mais do que 20 min por dia mastigando, irá causar um estresse mandibular e gerar dores.

Nos casos de dor de dente por conta do Siso, a dica que eu dou é de, além de tentar ao máximo higienizar a região em questão, bocheche com água oxigenada 10 volumes ou aplique-a com com um cotonete fazendo movimentos circulares, para poder alcançar regiões cobertas com excesso de tecido gengival.

Caso você quebre o dente durante uma viagem, e for um fragmento muito grande, procure a emergência odontológica mais próxima. Para isso é essencial que você confira que o seu seguro saúde de viagem cubra emergências odontológicas.

3) Gostaríamos de indicar uma "farmacinha bucal" para a pessoa levar

durante a viagem. Quais itens e remédios você recomendaria?

Leve na sua mala sempre: escova de dentes macias; pasta de dentes NÃO abrasivas; fita dental; cotonete e água oxigenada 10 volumes; alguma pomada bucal; hidratante labial para dia e para noite; analgésicos.

Em farmácias dos Estados Unidos, por exemplo, vendem sprays bucais de uma marca conhecida no Brasil em enxaguantes bucais (ótimo para ser usado no dia a dia de uma viagem), além de diversos itens interessantes como auxílio nesse kit de farmacinha bucal (esqueça os itens que prometem clarear os dentes da noite para o dia ou tudo que aparentar fazer milagre!)

4) Existe algum tipo de seguro de viagem para tratamento

dentário que você recomenda?

A maioria dos Seguros de saúde para viagem possuem cobertura para emergências Odontológicas, mas precisam ser conferidos no ato da compra, e em alguns casos adicioná-lo. Eu costumo indicar que seja comprado o Seguro da própria empresa aérea ou que o paciente verifique se o Seguro que ele costuma adquirir cobre esse tipo de situação. Tratamentos Odontológicos fora do Brasil são muito mais caros (Quando eu digo muito, é MUITO mesmo!)

5) Que tipo de check-up uma pessoa que vai fazer uma viagem longa deve fazer?

Na minha clínica (Espaço Odonto em foco) temos um procedimento chamado CHECK UP PREVENTIVO, onde será avaliado toda saúde bucal do paciente e serão feitos exames complementares (como Raio-x) para saber se está tudo certo antes de uma viagem longa. São feitos procedimentos como: Limpeza completa, remoção de cáries, fluorterapia, tratamento de gentivas e sensibilidade, dentre outros tratamentos para auxiliar no prolongamento da saúde bucal do paciente. Orientações e medicamentos, caso necessário, são as chaves de ouro do nosso check up preventivo.

Procure seu Dentista antes de uma longa viagem e não corra o risco de ter que interrompê-la por conta de uma dor de dente, que poderia ter sido resolvida rapidamente antes da viagem. Em casos de esportes radicias ou viagens radicais, poderá ser confeccionado um protetor bucal de silicone para proteger os dentes; igual ao que os atletas usam.

6) No caso de quem usa aparelho dental, é necessário

algum cuidado específico para viajar?

Sim, é necessário que seu Ortodontista seja avisado da sua viagem e que você faça uma visitinha a ele antes de ir. A sua viagem, além de tudo, pode comprometer o curso do tratamento, então ele precisa ser avisado, caso isso modifique o dia da sua "manutenção" quinzenal ou mensal.

Alguns tipos de cuidados: não morder alimentos muito duros (o bráquete adora cair em viagem!), levar com você na sua mala todos os tipos de escovas que auxiliam na higiene oral de quem usa aparelho (escovas ortodônticas, escova unitufo, fio dental agulhado e cera para proteção da mucosa) e pomadas bucais.

7) Se a pessoa perder um dente durante a viagem, ouvi falar que é preciso guardar o dente e correr para o dentista, outros dizem que é preciso botar o dente no leite...

VAMOS LÁ: qual o procedimento correto?

Um informação importante: Se você estiver viajando com uma criança e o dente dela sair por completo junto com a raíz, mas este for um DENTE DE LEITE, ele não será reimplantado porque pode causar prejuízos ao dente permanente que está por vir. Corra até uma emergência mas não deixe que ele seja recolocado no lugar, apenas se este dente, mesmo sendo criança/adolescente for o dente permanente.

Em caso de avulsão de dente permanente (quando o dente sai com raíz junto sem que haja fratura), o dente deve ser reimplantado o mais rápido possível, pois assim as chances de sucesso são de praticamente 100%. Isto vale para crianças e adultos com dentes permanentes!! Vou explicar a conduta que deve ser adotada: Se o dente estiver muito sujo, segure-o pela coroa do dente e o lave em água corrente ou soro fisiológico SEM ESFREGAR para não remover o ligamento que envolve a raíz e recoloque na cavidade dele; morda uma pano, com pressão leve, para mantê-lo posicionado.

Nos casos em que não seja possível recolocar o dente antes de chegar a emergência, leve o dente o mais rápido possível dentro de um copo limpo e mergulhado em soro fisiológico ou leite em temperatura ambiente. Ele também pode ser transportado dentro da próprio boca, entre a bochecha e os molares (se não houver risco de ser engolido). Se um dia você presenciar uma avulsão de dente permanente, não tenha medo e aja e sega essas dicas. E lembre-se quanto mais rápido você agir, maior a chance de sucesso!

8) Gostaria de acrescentar mais alguma informação para as

GENTCHY LINDAS que vão viajar?

A saúde começa mesmo pela boca, isso não é mais um ditadinho para ser jogado em escanteio. E é quando a gente menos espera que algo que estava controlado pode nos dar problema (principalmente em viagens!). Então mantenha sua saúde bucal em dia (vulgo, vá ao Dentista!) e tenha sempre uma boa relação com seu Dentista, para que ele possa te orientar em situações comuns à mais inovadora. Escolha alguém que te acolha e veja você como pessoa e não só dente. Essa relação Dentista-paciente é essencial para tudo dar MUITO certo.

Escove bem os dentes, use fio dental e se hidrate.

Seu corpo agradece. Boa viagem! 😄😙

EEEE... vejo vocês no VÍDEO NOVO ACIMA aqui no próximo post! Byeee 😘😘

ESPAÇO ODONTO EM FOCO:

- http://espacoodontoemfoco.com.br/

- http://espacoodontoemfoco.com.br/blog/

- https://www.instagram.com/odontoemfoco/

- https://www.instagram.com/rafatelles/

- https://www.facebook.com/espacoodontoemfoco

- https://twitter.com/odontoemfoco

#dentes #dente #boca #odonto #saúde #odontologia

113 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Sobre mim

Nem gorda, nem magra, super agitada (após passar horas dormindo) e, aparentemente, sempre de bom astral e gritando (muito). Nascida no dia 18 de abril de 1991, em Teresópolis (região serrana do estado do Rio de Janeiro). 

Leia mais

© 2017 Marcela Lahaud